Quem somos

No ano de 2005 na cidade de Curitiba o projeto SóRir veio ao mundo, com objetivo de levar alegria ao ambiente hospitalar, e ao mesmo tempo quebrar o clima triste e monótono que é comum em um hospital, afinal as pessoas apenas procuram o hospital quando estão com algum problema.

Inicialmente era apenas uma dupla e atendia apenas um hospital havia muita vontade e pouca experiência, mas com o passar do tempo o grupo foi crescendo a equipe mudou e se aperfeiçoou.

Hoje o projeto SóRir leva alegria e amor semanalmente a várias crianças que se encontram hospitalizadas, os doutores palhaços hoje possuem conhecimento e técnica, conseguindo trabalhar o que existe de bom na criança, a alegria.

Em apenas 9 meses de trabalho conseguimos mais de 1.000 visitas a crianças internadas, um número que será cada vez maior.

O Nome SóRir, é uma representação de como pensamos em um hospital, sendo o Sorrir e o Só Rir diante daquilo que é bom.


Higor Reis – Fundador
Arildo Afonso -  Líder
Pr. Clóvis Cunha – Líder Espiritual


MISSÃO

Levar alegria, amor e paz espiritual as crianças que estejam internadas em hospitais.


SLOGAN

“Transformando Lágrimas em Riso”


COMPROVADO CIENTIFICAMENTE

Está comprovado cientificamente: sorrir faz bem para a saúde! Pesquisas realizadas pelo Centro Médico da Universidade de Maryland em Nova Orleans, nos Estados Unidos (associado à Associação Americana do Coração – AHA), foram mais longe e concluíram que uma única gargalhada dilata o sistema cardiovascular, eleva a pressão arterial, contrai o diafragma e massageia os órgãos internos, isso aumenta a oxigenação e a irrigação sanguínea o que beneficia o funcionamento do organismo .
Além disso, movimenta dezessete músculos, relaxa o corpo inteiro, libera endorfina, reduz a dor e faz as glândulas produzirem cortisol, um anti-inflamatório natural. Um simples sorriso movimenta no mínimo 12 músculos da face e cerca de 58 quando se transforma em uma gargalhada sonora.
Médicos americanos garantem que a risada e ter senso de humor protegem as artérias e o coração de enfartes.
© 2017 Projeto Sorrir - todos os direitos reservados